O que foi o Plano Cohen? Resumo


Getúlio Dornelles Vargas

O Plano Cohen foi um evento histórico marcante no Brasil, que teve grande impacto na política do país na década de 1930. O suposto plano, organizado pelos comunistas, visava desestabilizar a ordem social, derrubar o então presidente Getúlio Vargas e formar um governo revolucionário no Brasil. Em setembro de 1937, Vargas denunciou a existência desse plano ao rádio, usando-o como justificativa para a decretação da ditadura do Estado Novo.


A farsa do Plano Cohen foi revelada pelo general Góis Monteiro em 1945, mas ainda assim, teve grande impacto na sociedade brasileira da época. O temor de que o plano fosse colocado em prática levou a uma campanha anticomunista e ao fortalecimento da ditadura do Estado Novo, que durou até 1945.


As origens do Plano Cohen estão ligadas aos embates ideológicos que ocorriam na Europa na década de 1930, como a ascensão do nazifascismo e a expansão do comunismo. Essas ideologias também influenciaram conflitos entre trabalhadores em greve no Brasil, onde surgiram grupos como a Ação Integralista Brasileira, de caráter fascista, e a Aliança Nacional Libertadora, de inspiração comunista.


Apesar de ter sido revelado como farsa, o Plano Cohen teve grande impacto na história do Brasil e foi usado como justificativa para o golpe de Estado de 1937 e a instalação da ditadura do Estado Novo. Ainda hoje, é um assunto polêmico e controverso na história do país.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem