O Período Manuelino: Uma Era de Exploração e Grandiosidade

O Período Manuelino, também conhecido como Estilo Manuelino, foi uma época de grande importância na história de Portugal. Durante o reinado de D. Manuel I, que governou de 1495 a 1521, o país viveu um período de expansão marítima, descobertas e grandiosidade arquitetônica.

Este período foi marcado pela influência do estilo gótico tardio, mas também incorporou elementos renascentistas e do mundo islâmico. O Manuelino é conhecido por sua ornamentação extravagante, com motivos marítimos, como cordas, âncoras e conchas, além de elementos naturais, como folhas e animais.

Uma das obras mais emblemáticas do Período Manuelino é o Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa. Construído para comemorar a viagem de Vasco da Gama à Índia, o mosteiro é uma verdadeira obra-prima da arquitetura manuelina. Suas fachadas são ricamente decoradas com detalhes intricados, representando a riqueza e o poder de Portugal na época.

Além do Mosteiro dos Jerónimos, outros exemplos notáveis do estilo Manuelino incluem a Torre de Belém, também em Lisboa, e o Convento de Cristo, em Tomar. Ambas as estruturas são Patrimônio Mundial da UNESCO e são visitadas por milhares de turistas todos os anos.

O Período Manuelino também foi uma época de grande exploração marítima. Portugal estava determinado a encontrar novas rotas comerciais para o Oriente, contornando o monopólio árabe. Foi durante esse período que Vasco da Gama descobriu o caminho para a Índia, abrindo assim um novo mundo de oportunidades para o comércio português.

Além das descobertas no Oriente, os navegadores portugueses também exploraram a costa africana, chegando até ao Cabo da Boa Esperança. Bartolomeu Dias foi o primeiro a atingir essa marca em 1488, abrindo caminho para futuras explorações.

O Período Manuelino foi uma era de ouro para Portugal. O país estava no auge de seu poder e influência, expandindo seus territórios, explorando novas rotas comerciais e deixando um legado arquitetônico impressionante. O estilo Manuelino é uma expressão única da identidade portuguesa e é um testemunho da grandiosidade do país na época.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem